Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Uncategorized’ Category

Crianças e jovens na América Latina se movem e registram ousadas iniciativas ambientais

Lúcia Chayb e René Capriles

No dia 29 de Janeiro deste ano, um grupo de 25 crianças e jovens colombianos, entre 7 e 26 anos,
impetrou no Superior Tribunal de Justiça em Bogotá uma ação judicial sobre “a mudança climática e as
gerações futuras” exigindo a defesa de seus direitos a gozar de um ambiente saudável hoje ameaçado pelo
desmatamento da Amazônia colombiana e seus efeitos no aquecimento do país. Essa petição gerou uma
surpreendente decisão desse tribunal superior que ordenou a Presidência da República e todas as instâncias
governamentais a elaborar um plano de ação imediato visando o desmatamento zero já em 2020.

Pouco tempo depois, em 4 de Março, foi assinado na Costa Rica o “Acordo de Escazú” cujo objetivo é “garantir a
implementação plena e efetiva na América Latina e o Caribe dos direitos de acesso à informação ambiental,
participação pública nos processos de tomada de decisões ambientais, acesso à justiça e assuntos ambientais,
contribuindo para a proteção dos direitos de cada pessoa, a viver num ambiente saudável e ao desenvolvimento
sustentável”. Esse Acordo ajudará a esclarecer e a punir os culpados dos crimes cometidos contra os
defensores dos direitos ambientais.

Já no dia 17 deste mês (Abril) o Presidente do Peru, Martín Vizcarra,
promulgou a Lei Marco da Mudança Climática. Com essa iniciativa, o Peru se transforma no primeiro
país da América Latinas em ter uma Lei específica de combate às mudanças climáticas. A Lei fortaleceu o
papel do Ministério do Meio Ambiente peruano e lançou as bases para que todos os investimentos oficiais
ou não passem pelo crivo de um Relatório de Impacto Ambiental com foco no clima. Um dos pontos mais
importantes da Lei é que especifica nos seus artigos que para atingir proteção e conservação das florestas,
assim como para iniciar a recuperação das áreas desmatadas, a Norma requer a colaboração ativa das comunidades
locais e dos povos indígenas. “O Estado salvaguarda o direito de participação dos povos indígenas
ou originários, respeitando sua identidade social, coletiva e cultural, seus costumes, tradições e instituições,
na formulação, implementação, seguimento e avaliação das políticas públicas e projetos de investimentos
com relação à mudança climática que venha afetar essas ações, no que corresponde à Convenção 169 sobre
povos indígenas e tribais da Organização Internacional do Trabalho (OIT)”.

O México, por sua vez, que
já dispõe de instrumentos jurídicos sobre as suas Contribuições Nacionalmente Determinas para o Acordo
de Paris, quer produzir 43% de sua eletricidade a partir de fontes renováveis até 2024, em apenas 6 anos.
Tem 58 novas usinas planejadas, a maioria delas solares e o restante eólicas. Para esse fim, em Dezembro
de 2017, inaugurou a usina solar Vilanueva localizada no deserto do Estado Coahuila. Com 2,3 milhões
de painéis solares ocupará 2.400 hectares, o equivalente a 2.200 campos de futebol, no segundo semestre
deste ano gerará mais de 1.700 GWh por ano, o suficiente para fornecer energia elétrica a 1,3 milhão de
lares. Quando estiver totalmente em operação, Villanueva será a maior instalação fotovoltaica produtora
de energia nas Américas. Esta central é parte do esforço do México para gerar 43% de sua eletricidade
a partir de fontes limpas até 2024. O Chile, por sua vez, investiu nos últimos anos US$ 17 bilhões em
energias renováveis, principalmente na central Amanhecer Solar no Deserto de Atacama. A usina conta
com mais de 300 mil módulos de silício monocristalino, um material não tóxico e que é reciclável no final
de sua vida útil. Essa política fez diminuir a conta de luz em 75%. Em outra frente, os países da América
Central estão trabalhando para fortalecer sua infraestrutura elétrica gerada a partir de fontes renováveis.

O Corredor de Energia Limpa, um projeto acordado em 2015 pelos governos do Panamá, Costa Rica,
Nicarágua, Honduras, São Salvador e Guatemala, usará uma rede elétrica baseada em energias renováveis
de 1.800 km que atravessará quase todo o istmo centro-americano. Outra boa notícia é que o Congresso
Nacional da Costa Rica aprovou uma Lei que bane os carros movidos à energia fóssil até 2035. Enquanto
isso, o governo está financiado com juros muitos baixos a compra de carros elétricos. Como celebramos os
50 anos de Maio de 68, e homenageando esses bravos franceses, parafraseamos um dos seus inesquecíveis
gritos de guerra: l’Amérique Latine bouge! América Latina se move!

Gaia viverá!

A Educadora Ambiental e Tuxáua,Marly Cuesta,exclamou: “Gente,essa ação é muito importante e pode desencadear ações em todos os países!Como educadora,meu foco nas ações e projetos sempre são as acrianças e adolescentes,além das mulheres no papel de mães.Gaia depende mesmo de ações como essa, das crianças!Parabéns famílias!”

http://www.eco21.com.br/ECO21257baixa.pdf

Anúncios

Read Full Post »

22 de Maio Dia Mundial da Biodiversidade

Biodiversidade é o nome dado a diversidade de natureza viva existente no mundo. Ela pode ser definida como a variedade que existe entre os organismos vivos e suas complexidades ecológicas, podendo também ser entendida como a associação de varios componentes hierárquicos.

Para a sua sobrevivência, os seres humanos dependem da biodiverdidade do planeta, já que ela é responsável por fornecer tantos benefícios.

Uma grande erosão da biodiversidade vem sendo observada durante as últimas décadas, o que leva muitos biólogos a acreditarem em possível extinção em massa. Segundo os cientistas, a taxa de perda de espécies cresceu muito, e é maior agora do que em qualquer outra época da história.

Em 22 de maio é comemorado o Dia Mundial da Biodiversidade, e é comum acontecerem campanhas para incentivar a proteção ao seres vivos do meio ambiente como a Educação Ambiental para nossas crianças.

Educação Ambiental para a infância

Educação ambiental para a infância

É importante que as crianças desde a mais tenra idade já aprenda cultivar suas plantas!

ONU Meio Ambiente alerta para aumento das emissões de gás que destrói camada de ozônio
Novas descobertas de um estudo divulgado na semana passada na revista Nature indicam que as emissões de CFC-11, o segundo gás mais abundante que destrói a camada de ozônio, subiram inesperadamente nos últimos anos, apesar da proibição mundial de sua produção desde 2010.

“Embora os modelos científicos atuais mostrem que a camada de ozônio continua a caminho da recuperação até meados do século, o aumento contínuo das emissões globais de CFC-11 colocará esse progresso em risco”, avaliou a ONU Meio Ambiente em nota.
Novas descobertas de um estudo divulgado na semana passada na revista Nature indicam que as emissões de CFC-11, o segundo gás mais abundante que destrói a camada de ozônio, subiram inesperadamente nos últimos anos, apesar da proibição mundial de sua produção desde 2010.

“Embora os modelos científicos atuais mostrem que a camada de ozônio continua a caminho da recuperação até meados do século, o aumento contínuo das emissões globais de CFC-11 colocará esse progresso em risco”, avaliou a ONU Meio Ambiente em nota.

Por uma cidade realmente sustentável

Painel em Porto Alegre

Uma cidade ou um planeta sustentável é possível a partir de projetos e mobilizações tanto da sociedade quanto dos governos. Para Paulo Brack, é possível frear o desmatamento pela especulação imobiliária através de divulgações, denúncias e a atuação da população junto aos conselhos ambientais e ao Ministério Público, no âmbito Estadual ou Federal.

Porém, a Capital do Estado do Rio Grande do Sul,como tantas outras, não prevê plano de sustentabilidade. “Poderia ser qualquer plano. Inicialmente passaria por definir os limites para à expansão urbana, para a poluição hídrica, aérea e pelos resíduos sólidos”, ressalta o Ambientalista, Biólogo e Prof.Paulo Brack.

Quanto à mobilidade urbana, Brack acredita que a maioria dos políticos e governantes tem visão imediatista e não está interessada nestas questões. “O transporte público deveria ser uma bandeira não só das ONGs, mas do público em geral”, avalia o biólogo.

Devido a todos os problemas ambientais no mundo, um dos maiores e mais preocupantes da atualidade é a poluição eletromagnética, que é gerada através da grande rede de comunicação sem fio, como ondas de televisão e rádio, uso de aparelhos celulares via satélite, que é reconhecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como cancerígena.

“Para contermos esses grandes problemas ambientais, somente com uma mudança individual, moral e ética da sociedade. A consciência, não só ambiental, como da humana para um mundo mais sustentável”, afirma a Educadora Ambiental e Tuxáua,Marly Cuesta.

Mas para que toda a destruição provocada pelo homem possa ser reparada é necessária uma grande transformação na humanidade. É isso que os ambientalistas promovem. É por essa transformação que devemos nos unir cada vez mais em projetos e ações.
Fontes
https://nacoesunidas.org/onu-meio-ambiente-alerta-para-aumento-das-emissoes-de-gas-que-destroi-camada-de-ozonio/

Read Full Post »

“Abe & Phil’s Last Poker Game” lida de um baralho de cartas interessante e incomum.

O filme é o primeiro longa-metragem escrito e dirigido pelo Dr. Howard L. Weiner, um neurologista de Harvard de renome internacional de 73 anos, cujas investigações científicas e busca de terapias incluíram abordar a doença de Alzheimer, a esclerose múltipla e a doença de Lou Gehrig.

Estrelando Martin Landau e Paul Sorvino como dois opostos polares que formam uma amizade improvável como residentes relutantes em uma casa de repouso, o filme seria a aparência final de Landau. Também no elenco, a esposa de Landau é Ann Marie Shea, da Worcester, conhecida ator de teatro e professora aposentada do teatro na Worcester State University, que ainda é relativamente nova nos filmes.

“Abe & Phil’s Last Poker Game” foi filmado no final de 2015 em Newburyport, depois passou um ano na pós-produção. Ele estreou no Festival de Cinema de Tribeca da cidade de Nova York no ano passado e vem ganhando cada vez mais dinamismo e distribuição.

O filme será exibido como parte da Missa Central. Festival Internacional de Cinema Judaico às 14h 28 de janeiro no Auditório JCC Worcester.

Weiner disse: “Infelizmente, eu estarei na Califórnia (28 de janeiro), caso contrário, eu teria vindo.” Shea, no entanto, pretende participar.

Ela já viu o filme uma vez antes, no Tribeca Film Festival em abril. “Essa foi a última vez que vi Martin Landau, e ele era seu eu gracioso”, disse Shea.

Landau morreu em 15 de julho do ano passado após uma breve hospitalização. Ele tinha 89 anos. “Ele ainda estava ensinando no momento de sua morte”, disse Shea.

“Abe & Phil’s Last Poker Game”

Quando: 2 pm 28 de janeiro

Onde: Worcester JCC Auditorium, 633 Salisbury St., Worcester

Quanto: $ 12. À porta (sujeito à disponibilidade); worcesterjcc.org

Em “Abe & Phil’s Last Poker Game”, Landau interpreta um médico, Dr. Abe Mandelbaum, que se muda para uma casa de repouso por causa de sua esposa, Molly (interpretada por Shea), que sofre de demência tardia que continua a deteriorar-se. Sorvino joga um jogador e mulherengo cujas doenças incluem diabetes e impotência, o último uma condição que ele tem em comum com a Abe. Na foto vem a enfermeira Angela (interpretada por Maria Dizzia) que tem motivos para acreditar que o pai que ela nunca conheceu é um dos moradores de enfermagem.

“A idéia veio de algumas de minhas experiências como médico”, disse Weiner. “É uma história de amizade, envelhecimento, sexualidade”.

Weiner originalmente escreveu uma versão de história, mas nunca foi publicada, ele disse. Ele já escreveu e dirigiu o documentário de 2011 “What Is Life: The Movie”, vencedor de quatro prêmios de filmes de Los Angeles. Uma novela, “The Children’s Ward”, foi publicada em 1980.

Eu sempre tive esse lado criativo para mim”, disse Weiner. Quando ele estava na faculdade de medicina, ele fez vídeos de músicas dos Beatles, ele disse. “Mas eu adorei tanto a medicina”.

Ainda assim, seu filho, Ron Weiner, escritor de televisão com experiência na indústria do entretenimento, tem continuamente incentivado seus projetos de produção de filmes, disse o Dr. Weiner.

Após um processo que incluiu Landau e Sorvino sendo enviado o roteiro e gostando, Weiner estava cara a cara com ambos veteranos em ação como diretor de cinema pela primeira vez. Ambos tinham traços diferentes, com Landau gostando de praticar uma cena, enquanto Sorvino é mais impulsivo.

“Não posso dizer que não estava nervoso”, disse Weiner. “Depois de alguns dias, conseguimos que ele (nervos) logo se dissipou …

“Eu tinha um forte sentimento sobre o que eu queria fazer. Eles foram incríveis. Muito aberto. Muito colaborativo. Eles gostam de trabalhar juntos “.

Shea ouviu falar sobre lançar chamadas para “Abe & Phil’s Last Poker Game” através de uma agência em Rhode Island. “Foi-me dito para informar a Harvard Medical School”, disse ela.

Ela fez uma audição em “uma pequena sala de seminários. Esse foi o primeiro dia. “Dia dois, ela foi convidada para uma audição de retorno. “Dia três, eu estava no set”, disse ela.
http://www.telegram.com/entertainmentlife/20180118/neurologist-turns-director-of-feature-film-on-dementia-screening-jan-28-in-worcester

Read Full Post »

Ana Carla Vidal

unnamed

Bom dia com gratidão e alegria!!!!

Vamos dar início a nossa jornada de 28 dias dedicados a gratidão!

Os exercícios serão baseados no livro A Magia de Rhonda, blog de Luciana Cairo, o Livro Psicologia da gratidão de Divaldo Pereira Franco.

Espero que gostem!

É importante lembrar que os exercícios serão diários.

Se possível, mantenha um caderno da gratidão para as anotações necessárias.

Se tiver algo interessante para compartilhar durante o processo, envie para o email anacarlavidalterapias@gmail.com

E se gostar compartilhe com os amigos. Vamos fazer uma grande onda de gratidão!

A gratidão muda minha vida para melhor a cada dia.

A gratidão melhorará seus relacionamentos, sua saúde, seus níveis de felicidades. Acelerará sua carreira, aumentará seu sucesso e seu dinheiro.

A gratidão ajudará você alcançar tudo que quiser ser, ter ou fazer.

Gratidão é um sentimento. Se praticar um pouco, sua vida mudará um pouco, se praticar muito todos…

Ver o post original 203 mais palavras

Read Full Post »

singa2017

Confira o Cacique Wera Kwaray, que faz parte da comissão Guarani Yvyrupa no Espírito santo e o indígena Júlio Karai, também Guarani Yvyrupa, e integrante do Fórum das comunidades tradicionais de Angra dos Reis, Parati e Ubatuba (RJ e SP) falaram um pouco sobre os conflitos indígenas. Também fizeram uma fala as kaingangs da TI de Rio das Cobras (PR), Kellen Vygte Barão e Suzi Gajok Tomás, ambas estudantes do curso de Educação do Campo, na UFFS-Laranjeiras do Sul.

#resistencia #singa2017

Ver o post original

Read Full Post »

Somente com participação popular é possivel construir a cidade que queremos

Por Ignácio Kunkel e Silvio G. F. Jardim (*)

No dia 02 e outubro de 2017, uma comitiva formada por membros do Conselho Estadual dos Povos Indígenas-CEPI, Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da ALRS e Diretoria de Direitos Humanos da Associação dos Procuradores do Estado-APERGS realizaram uma visita à unidade de pesquisa da extinta Fepagro do município de Maquiné/RS. O relato a seguir é feito a partir da vivência com os integrantes da Tekoá e do diálogo empreendido com o administrador atual do órgão, de modo a ratificar, segundo as percepções e conclusões dos integrantes da comitiva, a possibilidade da composição entre a pesquisa e a permanência dos indígenas no local.

É de consenso que a instrução do processo (reintegração de posse ajuizada pelo Governo do Estado contra a Comunidade Indígena Guarani) está bastante madura, com uma boa instrução técnica a partir de múltiplas manifestações institucionais em favor da…

Ver o post original 1.156 mais palavras

Read Full Post »

O Ministério do Esporte do Brasil, o Comitê Intertribal (ITC), o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e a UNESCO lançaram nesta semana uma publicação sobre os primeiros Jogos Mundiais dos Povos Indígenas, realizados em Palmas, no Tocantins, em 2015. Competição reuniu mais de 2 mil atletas, representantes de 30 nacionalidades e 24 etnias. Documento aborda organização e conceitos por trás do campeonato

arena-jogos-dia-2059-768x576

Jogos Mundiais dos Povos Indígenas reuniram mais de 2 mil atletas em Palmas, no Tocantins. Foto: Jogos Mundiais dos Povos Indígenas

O Ministério do Esporte do Brasil, o Comitê Intertribal (ITC), o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e a UNESCO lançaram nesta semana uma publicação sobre os primeiros Jogos Mundiais dos Povos Indígenas, realizados em Palmas, no Tocantins, em 2015. Competição reuniu mais de 2 mil atletas, representantes de 30 nacionalidades e 24 etnias. Documento aborda organização e conceitos por trás do campeonato.

O lançamento acontece na mesma semana em que a ONU lembra o Dia Internacional dos Povos Indígenas (9 de agosto).

A UNESCO lembra que a realização de eventos como os Jogos Mundiais vai ao encontro do que foi determinado por importantes marcos internacionais, como a Declaração das Nações Unidas sobre os Direitos dos Povos Indígenas, de 2007, e a Declaração de Punta del Este, de 1999. Ambas instam os países a valorizar os jogos indígenas e tradicionais.

Recomendações das duas Declarações incluem a elaboração de uma “lista mundial de esportes e jogos” e a promoção de “festivais mundiais e regionais”.

Acesse a publicação sobre os I Jogos Mundiais dos Povos Indígenas: em portuguêsem inglês.

Fonte:

https://nacoesunidas.org/onu-e-governo-lancam-publicacao-sobre-os-jogos-mundiais-dos-povos-indigenas/

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: