Feeds:
Posts
Comentários

Archive for março \31\+00:00 2013

FSMTunis2013_download (1)

O Ministério da Cultura, presente no Fórum Social Mundial 2013,na Tunísia,mostrou suas políticas culturais, nesta quinta-feira (28).

O avanço na formulação do Plano Nacional de Cultura (PNC) e o Sistema Nacional de Cultura (SNC), ambos articulados entre  a sociedade brasileira e o poder público, a ampliação das metas do Cultura Viva e o inédito programa Vale-Cultura foram apresentados pelo secretário substituto da Secretaria de Políticas Culturais do MinC, Américo Córdula.

O Fórum Social Mundial 2013 é um encontro de troca de experiências e articulação de movimentos sociais, redes, ONGs e outras organizações da sociedade civil organizada que acontece até hoje,sábado (30) em Túnis.

Saiba  mais em,

http://www.cultura.gov.br/noticias-destaques/-/asset_publisher/TWXle02UliMG/content/ministerio-da-cultura-apresenta-suas-politicas-publicas-no-forum-social-mundial/10883?doAsUserId=Z0WN1tL8zIg%3D&redirect=http%3A%2F%2Flifeportal.cultura.gov.br%2Fnoticias-destaques%3Fp_p_id%3D101_INSTANCE_TWXle02UliMG%26p_p_lifecycle%3D0%26p_p_state%3Dnormal%26p_p_mode%3Dview%26p_p_col_id%3D_118_INSTANCE_x9zwCh7U69gP__column-1%26p_p_col_count%3D1%26doAsUserId%3DZ0WN1tL8zIg%253D

Read Full Post »

“Neste processo em andamento de apenas 12 anos de vida, há já tantas conquistas alcançadas como desafios pendentes”.Assim o expressa Francisco “Chico”Whitaker, ativo cofundador-ativista-pensador do Fórum Social Mundial (FSM) desde a sua primeira edição em 2001 em Porto Alegre e membro desde então do Conselho Internacional, a instância facilitadora. Aos seus quase 83 anos, o Nobel da Paz alternativo de 2006 atua, reflete, conceitua e olha para o futuro deste espaço altermundialista. Próxima parada no caminho: a edição Tunísia 2013 (26-30 de março), tema desta entrevista à escassas semanas de sua realização.

P: O próximo Fórum se realizará pela primeira vez em Magrebe, região de intensas mudanças político-sociais nos últimos anos. Como se decidiu o lugar?

Chico Whitaker: Foi resultado de diversas propostas anunciadas por organizações e movimentos sociais. O Conselho Internacional, que não é nem um órgão de governo nem um conselho de administração, senão uma instância facilitadora, amadureceu a decisão do lugar de forma consensual. Resulta óbvio que um Fórum na Tunísia neste momento nos pareceu propício por causa do significado positivo da primavera árabe para todas as lutas mundiais. Não podemos esquecer que tem sido este movimento social o que inspirou a milhares de jovens que ocuparam – e continuam ocupando – centenas de praças no mundo todo exigindo mudanças. Nem mesmo podemos esquecer o rol protagonista da mobilização das sociedades civis tunisianas e egípcias para derrotar as ditaduras nestes países.

O FSM numa região explosiva

Saiba mais no link da revista Missões:

http://www.revistamissoes.org.br/noticias/ler/id/6390

 

Read Full Post »

A Secretaria de Economia Criativa do Ministério da Cultura (SEC/MinC) vai oferecer a expertise em gestão de empreendimentos criativos para fortalecer as ações desenvolvidas nos Pontos de Cultura em todo o país. O primeiro encontro entre as secretárias do MinC que coordenam estas políticas públicas, Cláudia Leitão (Economia Criativa) e Márcia Rollemberg (Programa Cultura Viva) foi realizado nesta segunda-feira (25), em Brasília, para dar início aos entendimentos.

A ideia é utilizar o trabalho dos 13 agentes de cultura que vão atuar como ponto focal dentro dos Criativa Birôs (escritórios de apoio ao empreendedor criativo)a serem implantados em 12 estados brasileiro. O primeiro será inaugurado em maio deste ano, no Rio de Janeiro.

“A Secretaria da Economia Criativa é uma importante parceria para a construção de política de fomento à rede de pontos de cultura, reforçando o empreendedorismo e a autonomia das atividades”, afirmou Márcia Rollemberg ao final do encontro. Segundo ela, a Secretaria da Cidadania e da Diversidade Cultural (SCDC/MinC) vai trabalhar de forma colaborativa com os pesquisadores do Programa Cultura Viva, para ampliar a iniciativa de parceria com a Secretaria de Economia Criativa (SEC/MinC).

Veja Mais

(Fonte: SCDC/MinC)
(Texto: Ascom/MinC)
(Foto: Danielle Gouveia, SCDC/MinC)

http://www2.cultura.gov.br/site/2013/03/27/cultura-e-gestao/

Read Full Post »

untitled

 

 

 

Agora é oficial. Esta manhã, foi anunciada, pelo Prefeito José Fortunati, a programação da Semana de Porto Alegre, em comemoração aos 241 anos da cidade.

Na ocasião, o Observatório estará lançando o Sistema de Informação Cultural (SiC), base de dados geo-referenciada sobre a cultura do Município, alimentada colaborativamente e compartilhada pela Internet. Será dia 25 de março, às 18h, na sala 10 do Mercado Público (2. pavimento).
O SiC integra o projeto Observatório Cultural de Porto Alegre: Información y Capacitación para el Desarrollo, financiado pelo Programa Barcelona Solidària, da Prefeitura de Barcelona, com apoio da Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento-AECID, para cidades integrantes da Rede Cidades e Governos Locais Unidos-CGLU e signatárias da Agenda 21 da Cultura.

Fonte:Álvaro Santi

http://culturadesenvolvimentopoa.blogspot.com.br/2013/03/observatorio-lancara-sistema-de.html?utm_source=BP_recent

Read Full Post »

MD_20130322142811inaug_ca_arroio_grande_2103Nesta quinta-feira (21), houve a solenidade de inauguração da Casa do Artesão em Arroio Grande, que funcionará numa parceria entre a Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS), órgão vinculado à Secretaria de Estado do Trabalho e do Desenvolvimento Social, e a prefeitura municipal, na Av. Visconde de Mauá, 286. O evento contou com as presenças do diretor Técnico da FGTAS, Rodrigo Ribas, do vice-prefeito Ivan Antonio Guevara Lopes, entre outras autoridades locais.

Inicialmente, a loja contará com 28 artesãos expositores que já passaram por triagem do Programa Gaúcho do Artesanato, desenvolvido pela FGTAS em todo o Estado. A partir desta semana, a Agência FGTAS/Sine de Arroio Grande também passará a fazer a carimbagem de notas fiscais e a renovação de Carteiras de Artesão, além de outros serviços disponibilizados à população.

 

http://www.fgtas.rs.gov.br/conteudo.php?cod_conteudo=3490

Read Full Post »

Car@s tod@s,

Compartilho as informações sobre as 28 Plenárias Regionais .

A Secretaria de Habitação e Saneamento (Sehabs) e o Conselho Estadual das Cidades realizam no dia 11 de março, em Porto Alegre, o ato de lançamento da 5ª Conferência Estadual das Cidades. O evento se inicia às 14h, no auditório da Caixa Econômica Federal (Rua dos Andradas, 1000, 12º andar) e marca o começo dos preparativos para a conferência que será realizada entre os dias 14 e 17 de agosto.
O processo de construção da 5ª Conferência começa com 28 plenárias regionais (veja tabela), uma em cada Corede, para debater a “Elaboração de propostas de diretrizes para a política de habitação de interesse social” com a população. Esta será a terceira etapa na elaboração do Plano Estadual de Habitação de Interesse Social – PEHIS, que será debatido e submetido à aprovação durante a conferência.
Em contrapartida, cada cidade deverá realizar sua plenária municipal no período de 1º de março a 1º de junho, para formular propostas de políticas, debater o Sistema Nacional de Desenvolvimento Urbano e eleger a delegação para a conferência estadual. As conferências municipais e estadual são etapas integrantes da 5ª Conferência Nacional das Cidades, que este ano terá a temática “Quem muda a cidade somos nós: Reforma Urbana Já” e será realizada entre os dias 20 e 24 de novembro, em Brasília.
Essas etapas propiciam a articulação nacional e estabelecem a interlocução entre sociedade e gestores do Estado, da União e dos municípios. O objetivo é debater, construir e implementar o Sistema Nacional de Desenvolvimento Urbano, que integrará, consolidará e definirá os papéis dos entes federados, (Governo Federal, Estadual e Municipal) no que tange às políticas de moradia digna, mobilidade, saneamento e planejamento urbano. Outras informações no site do Ministério das Cidades.
COREDE
Cidade da reunião       Data                 Hora
Vale do Rio dos Sinos-Esteio 13/mar 18:30
Vale do Jaguari Santiago 15/mar 18:30
Missões São Luiz Gonzaga 16/mar 09:00
Centro Sul  Tapes 20/mar 18:30
Produção Carazinho 22/mar 18:30
Nordeste Colonial Ijuí 23/mar 09:00
Alto do Jacuí Cruz Alta  23/mar 14:30
Metropolitano Delta do jacuí Porto Alegre  25/mar 18:30
Vale do Caí São Sebastião do Caí 26/mar 18:30
Jacuí  Centro Cachoeira do Sul 03/abr 18:30
Norte  Erechim  05/abr  18:30
Médio Alto Uruguai  Iraí  06/abr 09:00
Rio da Várzea   Sarandi  06/abr  14:30
Vale do Rio Pardo Rio Pardo 10/abr 18:30
Nordeste  Lagoa Vermelha  13/abr 09:00
Campos de Cima da Serra  Vacaria  13/abr  14:30
Paranhana  Parobé   5/abr  18:30
Botucaraí  Soledade  17/abr 18:30
Campanha  Bagé 19/abr  18:30
Fronteira Oeste  Santana do Livramento  20/abr  10:00
Vale do Taquari  Lageado  24/abr  18:30
Fronteira  Nordeste   Horizontina  26/abr 18:30
Celeiro   Três Passos  27/abr  10:00
Serra  Farroupilha   29/abr  18:30
Sul   Rio Grande  02/mai  18:30
Hortênsia  São francisco de Paula  04/mai  09:30
Central  Santa Maria  06/mai  18:30
Litoral   Torres  10/mai  18:30
Grata,
Marly Cuesta
Tuxáua 2010

Read Full Post »

MD_20130625172422logopga__250Nesta terça-feira (19), comemora-se o Dia do Artesão e, para assinalar a data, as Casas do Artesão de várias cidades vão desenvolver uma programação especial durante toda a semana.  No Rio Grande do Sul, a Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS), vinculada à Secretaria do Trabalho e do Desenvolvimento Social, fomenta a atividade artesanal com políticas de formação, qualificação e orientação ao artesão, através do Programa Gaúcho do Artesanato (PGA).

O PGA faz o cadastramento do artesão, fornecendo-lhe a Carteira do Artesão, que lhe dará o reconhecimento como profissional autônomo, possibilitando-lhe contribuir para a Previdência Social e emitir notas fiscais de suas vendas, com a isenção do ICMS, obter declaração de rendimentos, participar de exposições, feiras e eventos no Brasil e no exterior.

No ano passado, foram comercializadas 4.027.715 peças, no valor total de R$ 44.092.012,32, nas Casas do Artesão, localizadas em 20 municípios gaúchos, e, também, em feiras que aconteceram no Rio Grande do Sul, em Brasília, Belo Horizonte, Olinda e São Paulo. Entre os cadastrados, 39.680 artesãos se mantiveram ativos e a comercialização do artesanato garantiu renda de um a três salários mínimos para 992 artesãos, de três a cinco salários mínimos para 1.677 artesãos, de cinco a oito salários mínimos para 1.807 e mais de oito mínimos para 539 artesãos ativos em 2012.

Confira, abaixo, a Programação da Semana do Artesão:

Casa do Artesão Porto Alegre
Dia 19, às 14h – oficinas de artesanato em escama de peixe, feltragem (a partir da lã) e ecofio (sucata de plástico)
16h, confraternização com expositores da loja e direção da FGTAS

Casa do Artesão Camaquã
Durante toda a semana, os produtos da loja estarão com 10% de desconto.
No dia 22, às 13h30min – sorteio de uma cesta com produtos artesanais para os clientes que comprarem produtos na loja durante a semana do artesão.

Casa do Artesão Santo Antônio da Patrulha
Durante a semana, feira no saguão da loja
Dia 21, às 15h, confraternização com expositores da loja e representantes da FGTAS e do município.

Casa do Artesão São Francisco de Paula
Durante a semana, haverá oficinas de fuxico, bordado, tricô, crochê e pintura em tecidos.

Casa do Artesão Alegrete
Dia 19, das 8h às 20h, exposição de trabalhos em crochê, fuxico, pinturas, chaveiros
Workshop, na Praça Getúlio Vargas

Agência FGTAS/Sine Montenegro
Durante a semana, serão encaminhadas Carteiras de Artesão para pessoas idosas, no Centro de Referência e Assistência Social (CRAS).

Casa do Artesão Uruguaiana
Dia 22, feira de artesanato com motivos de Páscoa

Casa do Artesão Caxias do Sul
Dia 18, às 13h30min, abertura da Semana
14h, palestra Terapia de Grupos

Dia19, às 13h30min, Dia da Beleza (corte, maquilagem, pedicure e manicure)
Espaço da Arte

Dia 20, às 13h30min, palestra Violência contra Mulher

Dia 21, às 13h30min, desfile com peças da loja

Dia 22, às 13h30min, oficinas de tricô, crochê, macramê, bordado, ponto cruz, vagonite e pintura.
16h – homenagem ao artesão que mais comercializou na loja

Casa do Artesão  Venâncio Aires
Durante a semana, decoração comemorativa e sorteio de uma cesta com peças artesanais.

Casa do Artesão Uruguaiana
Dia 20, das 10h às 16h, feira de artesanato com motivos de Páscoa

http://www.fgtas.rs.gov.br/conteudo.php?cod_conteudo=3480

 

Read Full Post »

FAO_220_24635_0092w300 Nova métrica para ser lançado em fome e a insegurança alimentar

13 março de 2013, em Roma -. Uma nova forma, mais rápida e mais precisa de medir a fome e a insegurança alimentar em todo o mundo está prestes a ser testada em campo pela FAO em vários países-piloto  A nova abordagem baseia-se na recolha de informação sobre a extensão ea gravidade da fome de insegurança alimentar das pessoas, através de um inquérito cuidadosamente projetado anual a ser realizada em colaboração com especialistas de votação Gallup, Inc. A partir deste mês, a nova abordagem – conhecida como as Vozes da Hungry projeto – será concluído em colaboração com maiores especialistas no campo e testados em uma base piloto em quatro países a serem definidos. , o plano é, em seguida, alargar o inquérito a mais de 160 000 participantes em até 150 países abrangidos pelo Gallup World Poll e para publicar os resultados atualizados em cada país a cada ano. O projeto terá a duração de cinco anos e vai levar ao estabelecimento de um novo padrão FAO-certificada para o monitoramento da segurança alimentar, que poderia ser facilmente adotado por outras pesquisas domiciliares. ferramenta essencial na luta contra a fome “Este método inovador será essencial ferramenta para governos, sociedade civil e outras organizações nacionais e internacionais na luta contra a fome “, diz Jomo Sundaram, FAO Diretor-Geral Adjunto de Desenvolvimento Econômico e Social. “Também vai ser fundamental para aumentar a responsabilidade dos governos e em encorajá-los se comprometer com a erradicação da fome “. Apesar das melhorias recentes, a metodologia utilizada atualmente pela FAO não é capaz de fornecer uma visão abrangente das muitas dimensões da fome. No momento, a FAO é capaz de monitorar com precisão a disponibilidade de alimentos em nível nacional, particularmente em termos de consumo de energia potencial, enquanto que o novo indicador vai medir o acesso aos alimentos em nível individual, e irá fornecer uma idéia mais clara de experiências pessoais com insegurança alimentar . A nova abordagem complementar indicador existente da FAO sobre a porcentagem de desnutridos na população, que foi desenvolvido para monitorar o progresso em direção ao primeiro Objetivo de Desenvolvimento do Milênio de reduzir pela metade a prevalência da fome até 2015. Esta é uma adição muito necessária, uma vez que fornece informações sobre uma série de aspectos que caracterizam a experiência de insegurança alimentar, ao invés de consumo calórico só. Oito perguntas Sob as Vozes da Hungry projeto, amostras nacionalmente representativas de 1 000 a 5 000 pessoas , dependendo do tamanho do país, serão selecionados para responder a oito perguntas destinadas a revelar se e como os inquiridos têm insegurança alimentar experiente nos últimos 12 meses. As perguntas são: Durante os últimos 12 meses, houve um momento em que, por causa da falta de dinheiro ou outros recursos : . 1     ? Você estava preocupado que você iria ficar sem comida . 2     ? Você foi incapaz de comer alimentos saudáveis ​​e nutritivos . 3     ? Você comeu apenas alguns poucos tipos de alimentos . 4     Você tinha que pular uma refeição? 5.     Você comeu menos do que você pensou que deveria? 6.     Sua casa ficou sem comida? 7.     Você estava com fome, mas não come? 8.     Você ficou sem comer por um dia inteiro? As perguntas são formuladas de tal um forma a estabelecer a posição dos entrevistados em uma escala Experiência de Insegurança Alimentar que diferencia entre a insegurança alimentar leve, moderada e grave. Questionários e escalas similares insegurança alimentar têm sido usados ​​pelo governo dos EUA para identificar os beneficiários do vale-refeição, e pelo Brasil em visando a sua Bolsa Família programa de bem-estar social. Um indicador acessível e oportuna “Esta é uma iniciativa nova e excitante para a FAO, porque vai permitir-nos para entender melhor a gravidade da insegurança alimentar de uma forma eficaz e oportuna “, diz Carlo Cafiero, o estatístico da FAO encarregado do projeto. “Ele também irá fornecer à FAO uma ferramenta acessível e metodologicamente consistente para a fome no mundo de monitoramento.” Os resultados das pesquisas estarão disponíveis no dia, em vez de anos, permitindo FAO para tirar um instantâneo quase em tempo real de uma nação situação de insegurança alimentar. Esta será a primeira ocasião em que a FAO assume a responsabilidade pela coleta de dados. Em paralelo, a FAO vai ajudar países a incluir a escala em seus planos de pesquisa e programas em curso para garantir a sustentabilidade futura. FAO está atualmente em conversações com parceiros de recursos potenciais, a fim de mobilizar fundos para o conjunto Vozes do projeto com fome , enquanto a quatro projeto piloto país será financiado por uma iniciativa separada.

http://www.fao.org/news/story/en/item/171728/icode/

Read Full Post »

Secretarias de Estado, universidades e entidades de classe debateram, nesta segunda-feira (11), no Palácio Piratini, o RS Mais Gastronomia para Copa 2014. O programa, que visa capacitar profissionais e empreendimentos, como bares e restaurantes, e ambulantes de rua, será lançado no dia 12 de abril.

“Sabemos da visibilidade que a gastronomia terá na Copa, já que qualquer visitante quando chegar aqui vai querer conhecer a nossa culinária, daí a importância de qualificarmos esse setor”, explicou Jussara Dutra, coordenadora do GT de Gastronomia do Palácio Piratini.

Para Eliana Cunha, coordenadora da Câmara Temática de Cultura, Educação e Ação Social do Comitê Gestor da Copa do Governo do Estado (CGCopa), a Copa é uma oportunidade de divulgar a cultura gaúcha em diversos pontos do Estado. “Estamos buscando a divulgação da gastronomia também fora do eixo limitado da Copa (entorno do Beira-rio e Fan Fest), nas cidades por onde a passa, como CTS (Centros de Treinamentos de Seleções) e roteiros turísticos”, ressaltou.

Através do Pronatec – programa do Governo Federal de capacitação – dez mil profissionais do setor receberão, no Estado, até abril de 2014, qualificação com foco no megaevento. Os cursos incluem, além de noções de atendimento, história da gastronomia regional e turismo. Além disso, 2,5 mil estabelecimentos comerciais e 800 ambulantes deverão passar por qualificação, num parceria com Governo Federal e Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs), respectivamente. O programa, que deve abranger mais de 80 municípios do Estado, também ofertará uma linha de crédito para os profissionais e estabelecimentos que desejarem obter melhorias visando o atendimento durante a Copa 2014. Outra meta do programa é a distribuição de material didático sobre a gastronomia regional em escolas e universidades do Estado.

Participaram da reunião, além do Gabinete do Governador e CGCopa, as secretarias de Turismo, Trabalho, Comunicação, Secretaria da Economia Solidária e Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sesampe), Pacto Gaúcho pela Educação e entidades, como Uergs, UFRGS, Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA) e Senac. Os representantes das entidades e órgãos do governo que participaram do debate, passam a integrar um grupo de trabalho, que se reunirá periodicamente, a fim de acompanhar o desenvolvimento do programa.

Texto: Anna Magagnin
Edição: Redação Secom (51)3210-4305

http://www.estado.rs.gov.br/noticias/1/110227/Governo-do-Estado-capacitara-gastronomi8203a-regional-para-Copa-2014/0///

Read Full Post »

cartaz-evento-turismo-330x450A ANDA BRASIL promoverá uma capacitação em Gestão e Turismo com o tema Sustentabilidade – Redirecionamento, no dia 20 de março (quarta-feira), em Silva Jardim. O objetivo é fomentar políticas públicas para promover Caminhadas na Natureza como uma alternativa de lazer e atividade física em ambientes rurais com grande diversidade paisagística e de elementos culturais, proporcionando aos caminhantes, além dos benefícios auferidos pelo exercício físico, a interação com comunidades locais, considerando que em muitos municípios inexistem equipamentos adequados para a prática, como parques e pistas urbanas.

O evento contará com as participações especiais de Ednei Bueno do Nascimento (Paraná) e Geraldo Lúcio (Mato Grosso), da Rede de Turismo Rural na Agricultura Familiar (Traf); e Marcelo Rodrigues, da UNISOL Brasil, que tem dentre suas estratégias a valorização e ampliação da economia solidária, cooperativa e autogestionária através do diálogo com o turismo rural sustentável.

Para Geraldo Lúcio, o Turismo Rural na Agricultura Familiar em Mato Grosso, que vem ocorrendo em todas as regiões, principalmente no Pantanal, tem sido um produto de iniciativa dos agricultores familiares, com apoio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento do Turismo, da Empresa de Pesquisa  Assistência Técnica e Extensão Rural (Empaer) e entidades da sociedade civil, em organizações comunitárias, formais e informais.

“Este segmento tem gerando novas formas de trabalhos e negócios, a diversificação das atividades nas unidades produtivas que se apresentam com seus cenários naturais. O conjunto de atividades desenvolvidas constituem o segmento, proporciona ao turista a interação com o meio, com destaque para a oferta de diversas atividades, como as Caminhadas na Natureza, as variadas formas de lazer, as demonstrações tecnológicas, comercialização de artesanato e de produtos agropecuários, além de serviços turísticos de hospedagem e alimentação, diferenciados, disponíveis isoladamente ou em conjunto”, explica Geraldo.

Ednei do Nascimento, engenheiro agrônomo da Emater do Paraná, e coordenador da Rede Traf, abordará o conceito de sustentabilidade em varias áreas: ambiental, na agricultura, Turismo, entre outras, com o objetivo de inserir a prática do conceito de sustentabilidade no cotidiano e provocar a criação de Circuitos de Caminhadas na Natureza, contribuindo para a construção deste conceito.

A Unisol Brasil, que atua no segmento de economia solidária, busca agregar valor nas iniciativas de pequenos agricultores familiares, empreendimentos de artesanato, de confecção, de cultura e de suporte direto ao próprio turismo (como guias, pousadas, bugueiros, barqueiros, dentre outros), para a geração de renda de milhares de trabalhadores e trabalhadoras associados a esses empreendimentos filiados à Unisol Brasil.

“Para atingir tal meta contamos com uma rede parceira estratégica, a Rede de Turismo Rural na Agricultura Familiar (RedeTraf), além da participação direta de uma iniciativa importante como a ANDA BRASIL, que representa diversos desses empreendimentos que buscam gerar renda através de ações de turismo com os princípios da sustentabilidade e dialogando transversalmente pelos demais setores da economia”, destaca Marcelo Rodrigues.

A capacitação acontecerá na sede da ANDA BRASIL, credenciada pelo IVV – International Federation of Popular Sports – para promover Caminhadas na Natureza, localizada na Fazenda Santo Antônio dos Cordeiros, em Silva Jardim. Os interessados devem entrar em contato pelo e-mail ana@andabrasil.com.br ou pelos telefones (22) 2668-8178 / (21) 9640-6059.

http://www.unisolbrasil.org.br/2013/03/08/sustentabilidade-e-tema-de-capacitacao-em-gestao-e-turismo-em-silva-jardim/

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: